Miguel Gomes no Curtas Vila do Conde 2015

MIGUEL GOMES

 

Miguel Gomes é um dos nomes centrais da história do Curtas Vila do Conde, que exibiu grande parte da filmografia do cineasta. A primeira curta-metragem de Miguel Gomes, “Entretanto”, foi apresentada na edição de 1999 do Festival, onde foi distinguida com os Prémios de Melhor Realizador e de Melhor Fotografia. Mais tarde, em 2002, o cineasta recebeu uma menção honrosa em Vila do Conde com a curta “31”, tendo vencido, em 2006, a competição nacional com “Cântico das Criaturas”. No Curtas Vila do Conde foram ainda exibidos os filmes “O Inventário de Natal”, “Kalkitos”(resultado de uma encomenda do Festival a Miguel Gomes), “Aquele Querido Mês de Agosto” e, em 2014, “Pre-Evolution Soccer’s One Minute Dance After a Golden Goal in The Master League”. Na edição de 2015, o Curtas Vila do Conde apresentou em antestreia nacional o aclamado filme “As Mil e Uma Noites”, em sessões esgotadas, que contaram com a presença do realizador e de diversos atores e técnicos.

 

Nascido em Lisboa, em 1972, Miguel Gomes estudou Cinema e trabalhou como crítico para a imprensa portuguesa até ao ano 2000. O cineasta faz parte, juntamente com outros realizadores portugueses, da denominada “Geração Curtas”, um momento central da história do cinema português contemporâneo, na transição de século, que abriu as portas a uma nova geração de cineastas muito jovens e que são a cara do cinema português de hoje. O realizador desde cedo mostrou a sua iconoclastia, reinventando-se a si mesmo em cada filme novo e forjando um método de trabalho coletivo, atento às imprevisibilidades da rodagem. Esse método foi apurado e é uma das mais visíveis características de “As Mil e Uma Noites”.