Ben Rivers e Ben Russell no Curtas Vila do Conde 2015

BEN RIVERS & BEN RUSSELL

 

A grande exposição cinemática do 23º Curtas Vila do Conde explorou a relação criativa entre dois cineastas e artistas que têm sido programados no festival durante os últimos anos: Ben Russell e Ben Rivers. A exposição “Ruins / Rites / Runes”, na Solar – Galeria de Arte Cinemática, foi complementada com duas sessões no Teatro Municipal, onde os artistas apresentaram o seu trabalho e discutiram as suas mútuas influências.

 

Russell e Rivers têm realizado diversas curtas e longas, tanto individualmente como em conjunto. O seu foco de investigação, dentro do cinema experimental, atravessa a linha divisória entre documentário e ficção.

 

No trabalho de Rivers, há uma preocupação pela ideia de comunidade e utopia, pesquisando formas de viver alternativas ou herméticas, em espaços sociais marginais. O foco da sua obra é a relação entre o homem e a sociedade e o seu formato predileto é o 16mm. Russell, por outro lado, é um artista multimédia, que desenvolve instalações e performances que articulam a história e a semiótica das imagens em movimento. A sua investigação percorre o início da história do cinema, a antropologia visual e o cinema estruturalista.

 

A filmografia de ambos foi extensamente exibida no Curtas Vila do Conde, tanto na competição internacional como na experimental, e culminou com o prémio experimental para “Ah, Liberty!”, de Ben Rivers, em 2008.

 

Ao longo dos últimos anos, e paralelamente aos projetos individuais, os cineastas começaram a desenvolver uma longa-metragem em comum: A Spell to Ward Off the Darkness, que acabou por ser lançada em 2013, com estreia mundial no Festival de Locarno. O filme é protagonizado por Robert Aiki Aubrey Lowe, seguindo-o em três distintos ambientes: uma comuna na Estónia, uma floresta na Finlândia, e uma performance de black metal na Noruega. Este filme motivou o desenvolvimento de projetos de instalação intimamente ligados ao universo criado. A incursão pelo espaço expositivo sempre fez parte dos interesses de ambos que, através de algumas parcerias, ganhou forma na criação de algumas obras de instalação.