SIMONE FURBRINGER, NICOLAS HUMBERT & WERNER PENZEL

 

Em 1987, o austríaco Nicolas Humbert (n. 1958) e o alemão Werner Penzel (n. 1950) fundam a “Cine Nomad” em Munique. Divididos entre inúmeras actividades artísticas, desde a literatura, a pintura, o teatro, a música, às viagens, ambos alimentam-se da nova expressão visual oriunda do final dos anos sessenta e setenta, marcada pelas influências surrealistas de Dylan Thomas e de Charles Bukowsky, mas também pela cultura brasileira, música rock e espiritualidade oriental. Com a colaboração de Simone Fürbringer (n. 1958), companheira de Nicolas Humbert, os três cineastas prosseguem com a realização de diversos filmes e concepção de instalações no decorrer da década de 90.

 

Do programa especial dedicado aos três realizadores, foram apresentados no 8º Curtas Vila do Conde os filmes “Vagabonding Images” (1998), em colaboração com Simone Fürbringer, Humbert concebe uma espécie de “cine-poema” onde se destaca essencialmente o seu talento na montagem; “Middle of the moment” (1995), filme realizado ao longo de cinco anos por Humbert e Penzel; e “Why should I buy a bed when all I want is to sleep” (1999), resultado de uma longa amizade entre os realizadores Nicolas Humbert e Werner Penzel e Robert Lax, considerado um dos últimos grandes poetas do Modernismo Clássico.

 

No âmbito do projecto “O Nosso Século”, o Curtas Vila do Conde proporciona aos três realizadores a oportunidade de prestarem homenagem a um dos seus mestres espirituais, Robert Frank. Este programa especial concebido por Simone Fürbringer, Nicolas Humbert e Werner Penzel apresentou ainda filmes de Harry Rag, Sylvie Bringas & Orly Yadin, Pascal Magnin, Walter Feistle e Peter Liechtl.