Curta de Manuel Mozos recebe Menção Honrosa no Doclisboa

2 Novembro 2015
Share on Facebook Share on Twitter

A produção do Curtas Vila do Conde "A Glória de Fazer Cinema em Portugal", realizada por Manuel Mozos, foi distinguida na 13ª edição do Doclisboa com uma Menção Honrosa.

A curta-metragem, que integrou a Competição Internacional do festival, tem como ponto de partida uma carta escrita por José Régio, em 1929, a Alberto Serpa onde manifestou a vontade de fundar uma produtora para começar a fazer cinema. Durante quase noventa anos, nada se soube sobre o desfecho deste pedido: nunca se encontrou qualquer resposta de Serpa à carta e Régio não terá voltado a mencionar o assunto. “A Glória de Fazer Cinema em Portugal” tenta desvendar o desfecho desta história.  

ETIQUETAS