Cinema Trindade dedica sessão a Diogo Costa Amarante

6 Junho 2017
Share on Facebook Share on Twitter

O Cinema Trindade dedica, no próximo sábado, 10 de junho, uma sessão ao realizador Diogo Costa Amarante, vencedor do Urso de Ouro para Melhor Curta- Metragem na Berlinale 2017. A sessão de cinema, com inicio às 17:30 e seguida de uma conversa com o realizador, vai exibir “Cidade Pequena”, o filme premiado em Berlim, e “As Rosas Brancas”.

Esta sessão apresenta, pela primeira vez no Porto depois da estreia no Curtas Vila do Conde – Festival Internacional de Cinema, o filme “Cidade Pequena”, premiado com o Urso de Ouro para Melhor Curta-Metragem na última edição da Berlinale e Melhor realizador no Festival de cinema experimental de Bucareste. Protagonizado pela irmã e pelo sobrinho do próprio cineasta, “Cidade Pequena” parte de um episódio verídico no qual Frederico descobre na escola que as pessoas têm cabeça, tronco e membros e que se o coração para elas morrem. A ficção, co-produzida pela Curtas Metragens CRL, é uma reflexão acerca da tomada de consciência da morte, do tempo e da transitoriedade da vida. A propósito do prémio no Festival de Berlim, o júri, composto pelo artista alemão Christian Jankowski, pela curadora norte-americana Kimberly Drew e pelo programador chileno Carlos Núñez, destacou os enquadramentos do filme que “lembram a atenção ao detalhe presente nos quadros do Renascimento italiano”.


“As Rosas Brancas”, a curta-metragem anterior – que também integrou a competição da Berlinale, na edição de 2014 – tem como premissa as mesmas questões. É um conto sobre como uma família tenta lidar com a ausência da matriarca trocando papéis em busca de consolo.


Diogo Costa Amarante nasceu em Portugal onde inicialmente se licenciou em Direito. Em Barcelona, estudou Cinema Documentário e Cinematografia realizando o seu primeiro filme que, entre outros prémios, recebeu o de melhor documentário espanhol no Festival Internacional de Cinema Documentário de Madrid. Em 2009, participou no Talent Campus do Festival de Berlim e realizou o segundo filme “Em Janeiro, talvez” (2009), que recebeu igualmente o prémio de melhor documentário espanhol no Documentamadrid09, bem como uma menção especial no SalinaDocFest 09 / Itália. “As Rosas Brancas” (2014), foi o filme pré-tese do MFA em realização e produção cinematográfica que Diogo Costa Amarante concluiu na New York University / Tisch School of the Arts como bolseiro Fulbright. Este filme estreou na 64ª edição do Festival Internacional de Berlim como candidato ao Urso de Ouro de Melhor Curta-Metragem Internacional. Circulou por vários festivais internacionais e acabou por ser premiado no Festival Européen du Film Court de Brest/ França. “Cidade Pequena”(2016) é o filme com o qual Diogo Costa Amarante concluiu o seu MFA.

ETIQUETAS