Curtas Vila do Conde apresenta carta branca do 25º aniversário na Cinemateca Portuguesa

7 Junho 2017
Share on Facebook Share on Twitter

O Curtas Vila do Conde – Festival Internacional de Cinema regressa entre 8 e 16 de julho para uma edição especial: a do 25º aniversário. Ao longo destes 25 anos, o festival  tem apresentado uma programação eclética exibindo as grandes tendências do cinema contemporâneo ao mesmo tempo em que procura ser um festival de vanguarda, apostando também na intersecção entre o cinema e as outras áreas artísticas.

Em 2017, o Curtas Vila do Conde prepara-se para apresentar uma edição comemorativa onde continuará a insistir em inventar o futuro ao mesmo tempo em que celebra um quarto de século de história.

No programa comemorativo do 25º aniversário, o festival apresentará uma extensa carta branca composta por filmes exibidos em edições anteriores do evento escolhidos por 25 personalidades ligadas a áreas como o cinema, a música, o jornalismo e a literatura, entre elas Valter Hugo Mãe (escritor), Manuela Azevedo (Clã), Pedro Paixão (escritor), João Lopes (crítico de cinema), Adolfo Luxúria Canibal (Mão Morta), Miguel Gomes (realizador), e Paulo Furtado (The Legendary Tigerman). Estas escolhas reúnem obras marcantes de cineastas como Manoel de Oliveira, Federico Fellini, Jean-Luc Godard, Maya Deren, Artavazd Pelechian, Chris Marker, Hal Hartley, Miguel Gomes, Matthias Müller, Man Ray, Gus Van Sant e João Pedro Rodrigues, ente outros.

A antecipar o festival, o Curtas Vila do Conde apresenta na Cinemateca Portuguesa, a 1 de julho, uma sessão especial com uma seleção dos filmes que integram esta carta branca: “Corpo e Meio” de Sandro Aguilar, “A Story for the Modlins” de Sérgio Oksman e “Vacancy” de Matthias Müller. Estas curtas-metragens são as escolhas da jornalista Inês Meneses, do cineasta e argumentista Eduardo Brito e do programador e crítico de cinema, Daniel Ribas.

ETIQUETAS