Parceiros do 25º Curtas Vila do Conde

24 Julho 2017
Share on Facebook Share on Twitter

O 25º Curtas Vila do Conde – Festival Internacional de Cinema contou com o apoio da Câmara Municipal de Vila do Conde, do Ministério da Cultura, do Instituto do Cinema e Audiovisual, do programa MEDIA/Europa Criativa e de vários parceiros imprescindíveis à realização do festival.

 

A FNAC voltou a ser um parceiro fundamental do Curtas Vila do Conde, apoiando várias atividades do festival.

 

Pelo segundo ano consecutivo, a DCN Beers foi o patrocinador do principal prémio do festival: o prémio da Competição Internacional, no valor de 2.000 euros, entregue a Marta Mateus pelo filme “Farpões Baldios”. A marca, que coleciona um portfólio de cervejas importadas de referência, deu também a conhecer ao público do Curtas a histórica cerveja alemã Bitburger.

 

Ainda na Competição Internacional, a Niepoort voltou a emprestar o nome ao Prémio do Público, no valor de 1.000 euros, atribuído a “Retouch” do iraniano Karveh Mazaheri. A empresa voltou a associar-se também aos Encontros com os Realizadores -  à semelhança do IPDJ - uma série de conversas abertas onde os realizadores com filmes em competição falam acerca das suas obras. No contexto da celebração dos 25 anos do Curtas Vila do Conde e dos 175 anos da Niepoort, os realizadores David Doutel e Vasco Sá foram convidados a desenvolver um rótulo alusivo ao cinema e ao festival para uma edição especial dos vinhos Niepoort.

 

O Grupo Jorge Oculista associou-se, pela primeira vez, ao Curtas Vila do Conde como patrocinador do Prémio da Competição Experimental, no valor de 750 euros, atribuído, pelo segundo ano consecutivo, a Rosa Barba pela curta-metragem “From Source To Poem”.

 

“Où En Êtes-Vous, João Pedro Rodrigues?”, de João Pedro Rodrigues, foi eleito o Melhor Filme da Competição Nacional com o Prémio BPI, no valor de 2.000 euros, e Prémio Pixel Bunker, no valor de 2.500 euros em serviços. A Sociedade Portuguesa de Autores premiou o melhor filme português eleito pelos espetadores: “Surpresa” de Paulo Patrício. Gabriel Abrantes voltou a ser eleito o Melhor Realizador, recebendo o prémio BLIT, no valor de 2.000 euros em serviços.

 

A competição Take One!, dedicada a filmes de escola e que, em anos anteriores, premiou os primeiros filmes de cineastas como João Salaviza e Leonor Teles, distinguiu dois filmes. “De Gente se Fez História”, o documentário sobre as Caxinas de Inês Pinto Vila Cova, foi eleito o melhor filme da competição, arrecadando o Prémio IPDJ, patrocinado pelo Instituto Português do Desporto e da Juventude; o Prémio Smiling, correspondente a 1500 euros em serviços de aluguer de equipamento; o Prémio Agência da Curta Metragem, garantindo o agenciamento do filme a sua inscrição num circuito internacional de festivais de cinema; e o Prémio Restart, que ofereceu um vale em formação na Restart – Instituto de Criatividade, Artes e Novas Tecnologias. “Delphine Aprisionada” de Ricardo Pinto de Magalhães recebeu o Prémio Kino Sound Studio para melhor realizador do Take One!, no valor de 4.000 euros em serviços de pós-produção.

 

O MAR Shopping, pelo sexto ano consecutivo, foi o patrocinador exclusivo da secção Curtinhas, um mini-festival dentro do Curtas Vila do Conde dedicado aos mais novos com uma competição de filmes, ateliers e um espaço infantil. O Prémio Curtinhas MAR Shopping foi entregue a “Revolting Rhymes, Part One” de Jakob Schuh pelo júri curtinhas, um grupo de crianças entre os 7 e os 13 anos.

 

Uma vez mais, Vila do Conde voltou a ser um dos festivais associados aos European Film Awards, organizados pela European Film Academy, com a nomeação da curta “Los Desheredados” da espanhola Laura Ferrés.

 

À semelhança das edições anteriores, os realizadores premiados no Festival foram galardoados com troféus impressos em 3D pela BeeveryCreative

A TV Cine & Séries voltou a ser parceiro do festival, através da aquisição de uma seleção de filmes exibidos nas competições do Curtas Vila do Conde.


A Ancine, o Institut Français, o Goethe Institut, o Instituto Cultural Romeno e a Embaixada da Suécia em Lisboa foram igualmente importantes no apoio à deslocação dos convidados. A ACE - Accion Cultural Española permitiu a maior presença espanhola de sempre no festival, apoiando as viagens dos realizadores Velasco Broca, Lois Patiño, Helena Girón, Samuel Delgado e de vários jornalistas de meios de comunicação espanhóis.

 

A festa dos 25 anos do Curtas Vila do Conde contou com o apoio do Forte S. João, espaço que recebeu um concerto dos Sensible Soccers e um dj set de Os 7 Magníficos. Durante a semana, o festival promoveu festas em outros espaços da cidade: Cacau Café-Bar, Café do Parque e Barcearia 1º Piso.

 

No contexto do 25º aniversário do festival, o Curtas Vila do Conde convidou um conjunto de artistas a realizarem duas intervenções na cidade, com o apoio da Argatintas. O resultado foram dois murais, um com pinturas de Júlio Dolbeth e Rui Vitorino Santos alusivas a vários clássicos do cinema, e um outro dos alunos da Faculdade de Belas Artes da Universidade do Porto, Vasco Rei Lima, Francisco Pereira e Leo Domingos.

 

As t-shirts do Curtas Vila do Conde, disponíveis em vários tamanhos, foram produzidas pela Brindes & Companhia.

 

O Curtas Vila do Conde agradece ainda o apoio da Salvador Caetano/Toyota, Cartão Jovem, Junta de Freguesia de Vila do Conde, iColors, O Forninho, o Hotel Santana, VCoutinho, UPS, Cision, Personal Travel, Jameson, Cinemateca Portuguesa, Leitaria Quinta do Paço, Festival Scoope, Ach Brito, da ANA Aeroportos, da ESMAD e dos vários órgãos de comunicação social que colaboraram na divulgação do Festival.

ETIQUETAS