Curtas 2019: Destaques (9 de julho)

9 Julho 2019
Share on Facebook Share on Twitter

Continuamos de olhos voltados para o que de melhor se fez, nos últimos tempos, a nível mundial na curta metragem. A ter lugar pelas 22h45 na Sala 1 do Teatro Municipal, integra obras de Khris Cembe, Elena López Riera,  Pascal Blanchet e Rodolphe Saint-Gelais e Bogdan Muresanu.

Le Cortége é a primeira incursão no cinema do universo visual do ilustrador Pascal Blanchet – conhecido pelos seus romances gráficos e colaborações com Wes Anderson – em associação com o realizador Rodolphe Saint-Gelais e com Pierre Lapointe, que assina a música.

Khris Cembe, que viveu na Galiza na sua juventude, resgata, em Soy Una Tumba, quase como num sonho, memórias difusas da pobreza, da chuva e do vento, da perda da inocência infantil.

Los Que Desean é um encontro entre o ancestral e o contemporâneo em que tradições tão familiares para os locais se revelam extraordinárias aos olhos de estranhos e que marca a estreia de Elena López Riera no Curtas Vila do Conde.

Em Cadoul De Craciun, o realizador Bogdan Muresanu retrata, de forma magistral e em tons de humor negro, a paranóia coletiva alimentada pela repressão e pela vigilância, através de um pequeno episódio familiar passado nos últimos dias da ditadura.

Atenção ainda à última oportunidade para ver a selecção de Competição Nacional 1. Um bloco que integra a estreia de Maureen Fazendeiro no Curtas, com Sol Negro, o seu segundo filme, depois de Motu Maeva, obra que foi premiada no Doclisboa. Já de regresso está Diogo Baldaia, com Destiny Deluxe, uma obra que mistura diversos géneros, entre o thriller e o musical mostrando uma impressionate capacidade de invenção cinematográfica, cruzando o realismo com o onírico e criando um coming of age surreal e surpreendente. Em A Fábrica, Pedro Neves volta a marcar-nos com a sensibilidade social e humana que marca a sua obra e que o coloca como uma das mais interessantes vozes a pensar o cinema como agente da memória social.

Depois do fracasso da estreia de Todd Solondz com Fear, Anxiety & Depression, o cineasta acabaria por vingar no circuito do cinema independente americano com o sucesso de Welcome To The Dollhouse, uma mordaz sátira aos liceus americanos que é também um retrato de uma classe média suburbana, numa América desengraçada e feia,. Passa hoje pelas 23h00 na Sala 2 do Teatro Municipal.

 

A fechar a noite, no olhar especial que dedicamos à música, o Auditório Municipal recebe a performance-concerto dos Sereias, a juntar a amálgama sonora de punk, free-jazz e electrónica do colectivo com a poesia de António Pedro Ribeiro e as manipulações de Francisco Laranjeira para  imagens de Porto Abril 1975, O 11 de Março de 1975 e O 25 de Novembro Depois... .

 

Terça, 9 julho

 

Programa completo

 

14h30 . Sala 2 do Teatro Municipal

Panorama Europeu, País Basco

 

14h30 . Auditório Municipal

Curtas para Todos

 

16h00 . Sala 2 do Teatro Municipal

Take One! Competição 1

 

17h00 . Auditório Municipal

Short Matters! 2

 

18h00 . Sala 2 do Teatro Municipal

Competição Internacional 8

 

19h30 . Sala 2 do Teatro Municipal

Competição Nacional 1

 

21h15 . Sala 1 do Teatro Municipal

Competição Nacional 2

 

21h30 . Sala 2 do Teatro Municipal

Competição Internacional 1

 

22h45 . Sala 2 do Teatro Municipal

Competição Internacional 3

 

23h00 . Sala 2 do Teatro Municipal

In Focus . Welcome to the Dollhouse, Todd Solondz

 

23h30 . Auditório Municipal

ETIQUETAS