Ver Filmes Online

Um novo Curtas com mais salas e programação especial online arranca este sábado em Vila do Conde

2 Outubro 2020
Share on Facebook Share on Twitter

Arranca este sábado, dia 3 de outubro, a 28ª edição do Curtas de Vila do Conde. Um festival com formato especial, comprometido com os novos tempos, mas onde a actualidade e urgência da programação voltam a ser os focos principais do evento que quer ser palco para a divulgação do que melhor se faz, experimenta ou reinventa no cinema em formato curto. Com extensões simultâneas a Porto, Lisboa e Faro e um programa com mais de 200 filmes e conteúdos exclusivos disponibilizados online, o Curtas de Vila do Conde reafirma a importância do encontro, do cinema, da sala, num tempo onde as interações sociais estão comprometidas. Uma preocupação bem justificada numa selecção que coloca, lado a lado, realizadores consagrados e novas vozes e que ensaia um olhar transversal pelo que se faz nas escolas de cinema, no panorama internacional e dentro das portas do país. Identidades, história, sentimentos de pertença, liberdades individuais e direitos adquiridos são alguns dos pratos fortes dos mais de 261 filmes que marcarão as diferentes secções do festival. 

A marcar o arranque do Curtas a estreia nacional de Casa de Antiguidades, primeira longa-metragem de João Paulo Miranda Maria. Uma história sobre o preconceito e o racismo no Sul do Brasil, interpretado pelo histórico António Pitanga. Em foco estará ainda a obra do espanhol Isaki Lacuesta, artista multi-verso com um corpo de trabalho que cruza diversas linguagens artísticas. A par da selecção de filmes, o festival propõe uma exposição do autor na Solar - Galeria de Arte Cinemática. Com inauguração a dia 3 de outubro, pelas 16h00, o conjunto de peças em exposição realça a diversidade da obra do artista e cineasta catalão, incluindo algumas inéditas. Palavra especial ainda para a secção New Voices, criada este ano e dedicada às jovens realizadoras Elena Lopez RieraAna ElenaTejera e Ana Maria Gomes.

Secção inaugurada em 2019, o Cinema Revisitado aposta em programas especiais que visitam a história do cinema. Um olhar sobre o trabalho de Jean-Luc Godard como responsável do gabinete de imprensa da Fox e uma sessão especial de debate sobre One Week, de Buster Keaton, são algumas das apostas para 2020. Nota de atenção ainda para o programa Os Grandes Não deixam as Curtas, com obras de João Pedro Rodrigues, Yorgos Lanthimos, Jonathan Glazer e José Luis Guerin. Na secção Da Curta À Longa, será ainda possível assistir a um dos filmes mais falados do ano First Cow, de Kelly Reichardt, e as antestreias de Herdeiros de Saramago: ep. Valter Hugo Mãe e Vencidos da Vida, o próximo filme de Rodrigo Areias. A secção Stereo é marcada pela estreia no continente de Guanche, um cine-concerto de The Legendary TigermanPedro Maia Íris Cayatte

A 28ª edição do Curtas integra ainda uma competição nacional e internacional com o melhor que tem sido feito durante o último ano, uma competição experimental que olha o lado mais irreverente e desafiador do cinema, uma competição de vídeos musicais e uma competição composta por filmes realizados em contexto de formação. Para os mais jovens e famílias, o Curtinhas continua a apostar na formação e diversão para crianças e jovens, com um programa vasto de sessões, que inclui uma selecção de filmes feita por alunos das escolas da região.

A programação completa do Curtas de Vila do Conde, assim como os detalhes sobre o programa online, pode ser consultado no site do evento ou na aplicação mobile disponível para download na Apple Store e Google Play. A edição online do festival está disponível em: https://online.curtas.pt.

ETIQUETAS