Projeto Português no Euro Connection

3 Dezembro 2015
Share on Facebook Share on Twitter

Há um projecto português entre os seleccionados para o Fórum de co-produção Euro Connection no festival de Clermont- Ferrand. A produtora Terratreme e o realizador JoãoVladimiro - que preparam agora uma nova curta-metragem intitulada Do Berço prá Cova - foram escolhidos pelo júri do Euro Connection entre as dezenas de candidaturas a concurso.

Os 15 projectos seleccionados pelo júri serão apresentados durante as sessões de pitching do Fórum de co-produção nos dias 9 e 10 de Fevereiro de 2016, naquele que é um dos maiores mercados de curtas-metragens do mundo. Será ainda convidada a estar no fórum a produtora Animais AVPL, em representação do projecto Entre Sombras, de Alice Guimarães e Mónica Santos.

 

Em anos anteriores foi apresentado um projecto por país (no caso de Portugal, alguns exemplos são Rafa, de João Salaviza - que depois veio a estrear no Festival de Berlim -, Abismo, de Leonor Noivo, projecto que se irá agora transformar numa longa metragem, ou Papel de Natal, de José Miguel Ribeiro), contudo, face ao sucesso desta iniciativa e ao elevado número de candidaturas, o Euro Connection decidiu submeter os projectos seleccionados nacionalmente a um júri internacional final que escolheu os 15 participantes. o Curtas Vila do Conde e o IndieLisboa são os festivais associados ao Euro Connection em Portugal.

Produções Curtas nos Festivais de Cinema

2 Dezembro 2015
Share on Facebook Share on Twitter

Depois de terem sido apresentadas, em julho, em estreia mundial, no Curtas Vila do Conde, as produções da Curtas Metragens CRL integraram o circuito internacional dos festivais de cinema tendo marcado presença, entre outros, em festivais como o de Locarno, Cine Mar del Plata e o Doclisboa.

 

Os filmes “A Glória de Fazer Cinema em Portugal”, de Manuel Mozos, e “Vila do Conde Espraiada”, de Miguel Clara Vasconcelos, preparam-se agora para serem exibidos no Festival de Cinema Luso Brasileiro de Santa Maria da Feira, que decorre entre os dias 6 e 13 de dezembro. As curtas-metragens foram apresentadas, em novembro, no Festival Caminhos do Cinema Português, em Coimbra, juntamente com o filme de animação “Nossa Senhora da Apresentação”, realizado por Abi Feijó, Alice Guimarães, Daniela Duarte, Laura Gonçalves e Paulo D’Alva, no âmbito de uma residência artística na  Solar – Galeria de Arte Cinemática.

 

Em dezembro, a 2ª edição do festival Porto / Post / Doc vai exibir os documentários a “A Glória de Fazer Cinema em Portugal” e “Noite Sem Distância”, de Lois Patiño. Este último, já foi exibido em Toronto, Nova Iorque, Canadá, Chile, Espanha, Zagreb, Croácia, entre outros.

 

Já a curta-metragem “Exodus”, do realizador belga Nicolas Provost, teve a sua estreia mundial no passado mês de novembro no prestigiado IDFA - Festival Internacional de Documentário de Amesterdão. 

"Exodus" em Estreia Mundial

20 Novembro 2015
Share on Facebook Share on Twitter

A curta-metragem “Exodus”, do realizador belga Nicolas Provost será apresentada esta sexta-feira, 20 de novembro, em estreia mundial, no prestigiado IDFA - Festival Internacional de Documentário de Amesterdão que decorre até 29 de novembro.

 

“Exodus” é um filme não narrativo, editado na forma de slideshow com retratos vivos a partir dos quais Provost viaja através de quatro estados do Oeste dos EUA, fazendo composições de paisagens e situações plenas de beleza cinematográfica.

 

O filme, uma produção da Curtas Metragens CRL no âmbito da Solar - Galeria de Arte Cinemática,  integrará a secção Paradocs que apresentará um showcase de 15 filmes “que ultrapassam a barreira do documentário tradicional, numa intersecção entre o cinema e a arte, a verdade e a ficção, a narrativa e o design”.

Exposição itinerante "Reconversão"

17 Novembro 2015
Share on Facebook Share on Twitter

A exposição itinerante “Reconversão”, com fotografias de Bo Rappmund, diretor de fotografia do documentário homónimo realizado por Thom Andersen, continua a percorrer as Fnacs do país. Até 6 de fevereiro de 2016, pode ser vista na Fnac de Alfragide.

Esta exposição reúne vinte imagens do documentário de Thom Andersen “Reconversão”. O filme, produzido pela Curtas Metragens CRL no 20º aniversário do Curtas Vila do Conde, é uma investigação em torno da obra do arquitecto Eduardo Souto Moura, através de uma análise de 17 das suas criações mais emblemáticas.


As imagens foram escolhidas pelo director de fotografia, Peter Bo Rappmund, que através do uso do “time-lapse” ofereceu ao filme “Reconversão” o seu aspeto visual característico comum, aliás, à maioria dos filmes de Rappmund, ele próprio realizador. É uma técnica justa, na medida que se adapta perfeitamente aos temas do filme: a passagem do tempo, as ruínas. Por um lado, chama a nossa atenção para elementos da paisagem que passariam despercebidos a 24 imagens por segundo. Por outro, dá-nos uma percepção nítida da passagem do tempo na paisagem, reforçando uma maior imutabilidade da arquitectura e garantindo, de outra forma, uma harmonia com as premissas do Arquiteto Souto Moura relativamente ao conceito de ruína e consequentemente da importância dessa passagem do tempo.


Esta escolha técnica – e estética – reforça a evidência de que o que se vê na tela são fotografias isoladas, regressando em plena era digital ao proto-cinema ou às sequências das cronofotografias de Muybridge. As imagens isoladas poderão perder aquela atenção aos detalhes da paisagem e, certamente, a percepção da passagem do tempo, mas por outro lado evidenciam a precisão dos enquadramentos. Foi essa noção, em conjunto com a mudança de escala da tela de cinema para a impressão fotográfica, que norteou esta selecção, em que Peter Bo Rappmund preferiu reforçar os detalhes da arquitectura através de imagens mais simples e abstractas, que o próprio, sugestivamente, baptizou em séries de “ângulos”, “interiores” ou “linhas”.

Curtas Vila do Conde 2016: Inscrições abertas

5 Novembro 2015
Share on Facebook Share on Twitter

Estão abertas as inscrições para o 24º Curtas Vila do Conde - Festival Internacional de Cinema, que decorrerá de 9 a 17 de julho de 2016. Aceitam-se novas curtas-metragens produzidas em 2015 ou a produzir em 2016, de duração máxima até 60 minutos (salvo excepções assinaladas), em película (35 ou 16 mm) ou digital (DCP ou ficheiros vídeo).

 

Pode submeter novos filmes nas seguintes competições:

 

- International (ficção, documentário e animação); 

- Nacional (ficção, documentário e animação); 

- Experimental (filmes que evidenciem novas abordagens à imagem em movimento); 

- Vídeos Musicais (vídeos musicais de bandas ou artistas de origem portuguesa ou produzidos por autores portugueses); 

- Curtinhas (filmes para crianças e jovens com a duração máxima de 30 minutos);

- Take One (filmes de escola, com a duração máxima de 30 minutos, realizados por alunos de nacionalidade portuguesa inscritos em estabelecimentos de ensino superior nacionais ou cursos de cinema no estrangeiro).  

 

Por favor, confira o regulamento antes de se inscrever.

Inscrições online em: http://curtas.pt/festival_submissions/

 

XXI Caminhos do Cinema Português

5 Novembro 2015
Share on Facebook Share on Twitter

As produções da Curtas Metragens CRL, "Vila do Conde Espraiada" de Miguel Clara Vasconcelos, "A Glória de Fazer Cinema em Portugal" de Manuel Mozos, e "Nossa Senhora da Apresentação" de Abi Feijó, Alice Guimarães, Daniela Duarte e Laura Gonçalves, estão selecionadas para a XXI edição do Festival Caminhos do Cinema Português que decorre entre 27 de novembro e 5 de dezembro em Coimbra.

←prev 1  I  2  I  3  I  4  I  5  I  6  I  7  I  8  I  9  I  10  I  11  I  12  I  13  I  14  I  15  I  16  I  17  I  18  I  19  I  20  I  21  I  22  I  23  I  24  I  25  I  26  I  27  I  28  I  29  I  30  I  31  I  32  I  33  I  34  I  35  I  36  I  37  I  38  I  39  I  40  I  41  I  42  I  43  I  44  I  45  I  46  I  47  I  48  I  49  I  50  I  51  I  52  I  53  I  54  I  55  I  56  I  57  I  58  I  59  I  60  I  61  I  62 next→
ETIQUETAS