Balanço: O Dia Mais Curto 2014

20 Janeiro 2015
Share on Facebook Share on Twitter

Pelo segundo ano consecutivo em Portugal, o solstício de inverno, a 21 de dezembro, serviu de inspiração a’ O Dia Mais Curto, a grande festa da curta-metragem.  O evento foi celebrado em 24 localidades de norte a sul do país, levando cerca de 4000 espectadores a assistir às 68 sessões apresentadas nos mais variados ecrãs.

 

 

Abrantes, Albufeira, Angra do Heroísmo, Barcelos, Constância, Coimbra, Faro, Funchal, Guimarães, Leiria, Lisboa, Madalena, Oeiras, Paredes de Coura, Ponta Delgada, Ponte de Lima, Porto, Sardoal, Setúbal, Tavira, Trofa, Vila do Conde, Vila Nova de Famalicão e Viseu exibiram sessões de curtas-metragens, nacionais e internacionais, para adultos e crianças, proporcionando ao público a oportunidade de descobrir um grande número de cineastas e as suas obras, através dos quatro programas preparados para a ocasião.

Organizado pelo Short Circuit, uma rede europeia de organismos que se dedicam à distribuição e promoção de curtas-metragens, o programa “Europa em Curtas”, transversal a todos os países que celebraram a iniciativa, exibiu alguns dos filmes mais destacados e premiados em todo o mundo nos últimos anos.

 

Por sua vez, o “Panorama Nacional” apresentou ao público algumas das obras produzidas recentemente em Portugal que viram a sua qualidade reconhecida nos festivais de cinema internacionais mas que, em muitos casos, ainda permanecem desconhecidas no próprio país.

 

A pensar em toda a família, o programa “Curtinhas”, baseado na secção para crianças do Curtas Vila do Conde – Festival Internacional de Cinema, voltou a apresentar uma seleção de filmes para os mais novos onde a educação pela imagem se encontra de braço dado com a diversão!

 

Não esquecendo a quadra Natalícia, O Dia Mais Curto apresentou ainda “Um Natal dos diabos!”, uma série de divertidas curtas-metragens repletas de humor e subversão, sem nunca perder de vista o espírito natalício!

 

Algumas instituições como o Shortcutz também se associaram a’ O Dia Mais Curto, através da exibição de programas associados.

 

Outra novidade na programação desta edição foi uma sessão especial na Cinemateca Portuguesa com a estreia lisboeta de curtas-metragens portuguesas. “Cinema” de Rodrigo Areias, “Fuligem” de David Doutel e Vasco Sá, “False Twins” de Sandro Aguilar e “Versailles” de Carlos Conceição, são alguns dos filmes que integraram esta sessão que contou com a presença de alguns dos realizadores.

 

Durante o dia 21 de dezembro, a diversidade da curta-metragem foi levada a múltiplos lugares de projeção ao encontro de todos os públicos e ecrãs. O Metro do Porto juntou-se à iniciativa exibindo filmes nas estações e carruagens, enquanto que o Canal 180 levou O Dia Mais Curto para a televisão através de um programa de curtas-metragens associado à iniciativa.

 

O Dia Mais Curto nasceu em França em 2011 e, todos os anos, é celebrado em simultâneo em dezenas de países em todo o mundo. Em Portugal, a iniciativa foi, uma vez mais, desenvolvida pela Agência da Curta Metragem em cooperação com várias das suas congéneres europeias.

 

Curtas Vila do Conde com apoio do ICA

15 Janeiro 2015
Share on Facebook Share on Twitter

O Curtas Vila do Conde é um dos dezasseis festivais de cinema portugueses que receberão apoio financeiro do Instituto de Cinema e Audiovisual (ICA).  Ao Festival, que este ano decorre entre os dias 4 e 12 de julho, será atribuído o montante solicitado repartido por três anos. 

Entre os critérios para a atribuição deste apoio financeiro estão o número de espectadores, o currículo do festival, a programação, a inclusão do cinema português e a mostra de novos talentos.

 

24 cidades celebram a curta-metragem no próximo fim de semana!

17 Dezembro 2014
Share on Facebook Share on Twitter

Durante o próximo fim de semana, Portugal volta a celebrar O Dia Mais Curto, a grande festa da curta-metragem, com mais de 50 sessões de cinema em 24 localidades. O evento, que nasceu em França, vai ser celebrado em simultâneo em dezenas de países em todo o mundo.
 

O dia mais curto do ano, a 21 de dezembro, em pleno solstício de inverno, volta a servir de mote a’ O Dia Mais Curto, a grande festa da curta-metragem. A iniciativa, que se realiza pelo segundo ano consecutivo em Portugal, arrancou no início do mês culminando no próximo domingo com sessões de curtas-metragens em várias cidades de norte a sul do país, passando também pelas ilhas.


Abrantes, Albufeira, Angra do Heroísmo, Barcelos, Constância, Coimbra, Faro, Funchal, Guimarães, Leiria, Lisboa, Madalena, Oeiras, Paredes de Coura, Ponta Delgada, Ponte de Lima, Porto, Sardoal, Setúbal, Tavira, Trofa, Vila do Conde, Vila Nova de Famalicão e Viseu vão exibir uma variada seleção de curtas-metragens, para todos os públicos, através dos quatro programas preparados para a ocasião ou de programas associados.



“Europa em Curtas”
, o programa transversal a todos os países que vão celebrar a iniciativa, apresenta uma seleção de produções recentes destacadas em todo o mundo enquanto “Panorama Nacional” dá a conhecer curtas-metragens produzidas em Portugal e reconhecidas em diversos festivais de cinema internacionais. Inspirado na secção para crianças do Curtas Vila do Conde – Festival Internacional de Cinema, o “Curtinhas” volta a apresentar um conjunto de divertidos filmes para toda a família.


Acompanhando a quadra festiva, O Dia Mais Curto apresenta ainda “Um Natal dos diabos!”, uma série de divertidas curtas-metragens onde não faltam o Pai Natal, as renas, os presentes e a árvore de Natal, e onde o humor desenfreado e a subversão andam à solta, sem nunca perder de vista o espírito natalício!


Este ano, O Dia Mais Curto conta ainda com uma sessão especial na Cinemateca Portuguesa, a 20 de dezembro, com a estreia de curtas-metragens portuguesas em Lisboa, numa sessão que contará com a presença dos realizadores e membros da equipa técnica de alguns dos filmes.

N’O Dia Mais Curto, a diversidade da curta-metragem é levada aos mais variados lugares de projeção ao encontro de todos os públicos e ecrãs: escolas, cineclubes, museus, estabelecimentos comerciais, transportes públicos e centros culturais são alguns dos locais que vão receber as sessões.


FNAC volta a associar-se à iniciativa através de sessões gratuitas em algumas das lojas, enquanto o Metro do Portoparticipa pela primeira vez n’ O Dia Mais Curto através da exibição das curtas-metragens nos veículos e estações durante o dia 21 de dezembro. Já o Canal 180 dedica 4 horas de programação ao formato, dando a conhecer um grande número de cineastas e as suas obras.


O Dia Mais Curto nasceu em França em 2011 e, todos os anos, é celebrado em simultâneo em dezenas de países em todo o mundo. Em Portugal, o evento será, uma vez mais, desenvolvido pela Agência da Curta Metragem em cooperação com várias das suas congéneres europeias. O país junta-se assim à França, Polónia, Espanha, Itália, Suíça, Sérvia, Alemanha, Croácia, Holanda, Suécia, Bélgica, China, Ucrânia e Finlândia na celebração da grande festa da curta-metragem.



A programação completa está disponível em:

www.odiamaiscurto.curtas.pt

 

European Film Awards

26 Novembro 2014
Share on Facebook Share on Twitter

A 13 de dezembro, a cidade de Riga, na Letónia, recebe a 27ª edição dos Prémios Europeus de Cinema (European Short Film Awards) atribuídos pela European Film Academy.

 

Uma vez mais, o vencedor do "Vila do Conde Short Film Nominee For The European Film Awards" em Vila do Conde é um dos nomeados na categoria de melhor curta-metragem. Este ano, a distinção foi para "Panique au Village: La Bûche de Noël” de Vincent Patar e Stephane Aubier.

 

A nomeação das curtas em competição é feita em associação com vários festivais europeus de cinema, entre eles o de Veneza, Roterdão, Clermont-Ferrand, Berlin, Tampere e Cracóvia.

 

O Curtas Vila do Conde é o festival Português onde uma das nomeações para a categoria de curta-metragem acontece, através do prémio "Vila do Conde Short Film Nominee For The European Film Awards" e que na passada edição premiou a curta-metragem de animação "Panique au Village: La Bûche de Noël ".

 

Na corrida para os prémios EFA estão ainda outras curtas-metragens que marcaram presença no Curtas Vila do Conde: "Taprobana", de Gabriel Abrantes, o único filme português a concurso e "The Chicken" de Una Gunjak.

 

Os vencedores, selecionados pelos mais de 2500 profissionais da Academia de Cinema Europeu, serão anunciados a 13 de dezembro na cerimónia oficial

O Dia Mais Curto está a chegar!

26 Novembro 2014
Share on Facebook Share on Twitter

A 21 de dezembro de 2014 O Dia Mais Curto, a grande festa da curta-metragem, está de regresso a Portugal!

O evento, que nasceu em França em 2011 e chegou ao nosso país pela primeira vez há um ano, será celebrado em simultâneo em dezenas de países de todo o mundo! Em Portugal, esta iniciativa é novamente desenvolvida pela Agência da Curta Metragem, em cooperação com várias das suas congéneres europeias.

Este ano, o programa arranca no inicio de dezembro culminando no dia 21, o dia mais curto do ano em pleno solstício de inverno. Este fenómeno astronómico inspirou a ideia de promover a curta-metragem, incentivando a realização de sessões públicas em locais muito diversos - online, em cineclubes, bibliotecas, cinemas comerciais ou em diferentes espaços públicos ou comunitários.


Em várias cidades do país estão programadas sessões que apresentarão uma seleção de curtas-metragens com produções nacionais e internacionais, para adultos e crianças. 

A programação completa do evento será anunciada em dezembro, no site oficial: www.odiamaicurto.curtas.pt 

“Reconversão” em exposição na Fnac de Coimbra

26 Novembro 2014
Share on Facebook Share on Twitter

De 6 de dezembro a 6 de março, a Fnac de Coimbra recebe a exposição itinerante “Reconversão”, com fotos de Peter Bo Rappmund, diretor de fotografia do documentário homónimo realizado por Thom Andersen no âmbito do 20º aniversário do Curtas Vila do Conde. 

Esta exposição reúne vinte imagens do documentário de Thom Andersen “Reconversão”. O filme, produzido pela Curtas Metragens CRL no 20º aniversário do Curtas Vila do Conde, é uma investigação em torno da obra do arquitecto Eduardo Souto Moura, através de uma análise de 17 das suas criações mais emblemáticas.

 

As imagens foram escolhidas pelo director de fotografia, Peter Bo Rappmund, que através do uso do “time-lapse” ofereceu ao filme “Reconversão” o seu aspeto visual característico comum, aliás, à maioria dos filmes de Rappmund, ele próprio realizador. É uma técnica justa, na medida que se adapta perfeitamente aos temas do filme: a passagem do tempo, as ruínas. Por um lado, chama a nossa atenção para elementos da paisagem que passariam despercebidos a 24 imagens por segundo. Por outro, dá-nos uma percepção nítida da passagem do tempo na paisagem, reforçando uma maior imutabilidade da arquitectura e garantindo, de outra forma, uma harmonia com as premissas do Arquiteto Souto Moura relativamente ao conceito de ruína e consequentemente da importância dessa passagem do tempo.

 

Esta escolha técnica – e estética – reforça a evidência de que o que se vê na tela são fotografias isoladas, regressando em plena era digital ao proto-cinema ou às sequências das cronofotografias de Muybridge. As imagens isoladas poderão perder aquela atenção aos detalhes da paisagem e, certamente, a percepção da passagem do tempo, mas por outro lado evidenciam a precisão dos enquadramentos. Foi essa noção, em conjunto com a mudança de escala da tela de cinema para a impressão fotográfica, que norteou esta selecção, em que Peter Bo Rappmund preferiu reforçar os detalhes da arquitectura através de imagens mais simples e abstractas, que o próprio, sugestivamente, baptizou em séries de “ângulos”, “interiores” ou “linhas”.

 

Esta exposição assinala a edição em DVD de “Reconversão”, de Thom Andersen, numa parceria entre a FNAC e o Curtas Vila do Conde. O filme, produzido no âmbito do 20º aniversário do Festival de Cinema, retrata 17 edifícios e projetos do arquiteto portuense Eduardo Souto de Moura, acompanhados pelos seus próprios escritos.

←prev 1  I  2  I  3  I  4  I  5  I  6  I  7  I  8  I  9  I  10  I  11  I  12  I  13  I  14  I  15  I  16  I  17  I  18  I  19  I  20  I  21  I  22  I  23  I  24  I  25  I  26  I  27  I  28  I  29  I  30  I  31  I  32  I  33  I  34  I  35  I  36  I  37  I  38  I  39  I  40  I  41  I  42  I  43  I  44  I  45  I  46  I  47  I  48  I  49  I  50  I  51  I  52  I  53  I  54 next→
ETIQUETAS