Salaviza e Gomes vencem prémios em Berlim

20 Fevereiro 2012
Share on Facebook Share on Twitter

O cinema português e a curta-metragem estão, de novo, no centro do panorama cinematográfico internacional. Na 62ª edição do Festival de Berlim, João Salaviza e Miguel Gomes voltaram a trazer prémios importantes para Portugal, provando que o momento atual do cinema português é criativamente exemplar. Num caso como noutro, ambos os realizadores são também parte importante do percurso histórico do Curtas Vila do Conde, enquanto festival que revela alguns dos novos talentos do cinema português.



No caso de João Salaviza, é mesmo o segundo grande prémio que o jovem realizador vence depois da Palma de Ouro para "Arena". Com "Rafa" - o filme que apresentou nesta Berlinale - Salaviza arraca, agora, o Urso de Ouro para melhor curta-metragem. Prova indelével da vitalidade da curta-metragem portuguesa que nos últimos anos tem colecionado presenças e prémios em muitos festivais internacionais. Salaviza venceu, em 2005, no Curtas, o prémio principal do Take One!, uma competição de filmes de escola, para o projeto "Duas Pessoas". No ano passado, o autor realizou, em parceria artística com o músico Norberto Lobo, a curta "Strokkur", integrada no projeto Stereo (encomenda do Estaleiro e cuja estreia se deu no Curtas 2011) e que já tem um bom percurso internacional.

Miguel Gomes é um nome histórico do Curtas Vila do Conde, com presenças em vários anos na competição nacional, que venceu, em 2006, com "Cântico das Criaturas". A sua primeira obra, "Entretanto", também fora galardoada, em 1999, com o prémio de melhor realização. Em Berlim, apresentando a sua terceira longa-metragem, "Tabu", Gomes venceu dois importantes prémios: o Prémio Alfred Bauer, atribuído a um filme que abre novas perspectivas para o cinema; e Prémio FIPRECI, atribuído pela crítica presente no festival.

Estes prémios, atribuídos num dos mais prestigiados festivais internacionais, são o culminar de vários anos de uma intensa atividade cinematográfica que, mais uma vez, provam a vitalidade internacional do cinema português.

+info: lista completa de prémios

Rotterdam e Clermont-Ferrand

26 Janeiro 2012
Share on Facebook Share on Twitter

Durante a próxima semana, o mundo do cinema reunir-se-á em dois dos principais festivais de cinema. Com início a 25 de Janeiro e prolongando-se até 4 de Fevereiro, realizar-se-á o Festival Internacional de Cinema de Roterdão. Este é um dos festivais mais visitados pela sua programação de risco, com um olhar pelas cinematografias mais inovadores do cinema contemporâneo. Iniciando a 27 de Janeiro e prolongando-se até 4 de Fevereiro, a cidade francesa de Clermont-Ferrand recebe o maior festival do mundo dedicado à curta-metragem. Em ambos os festivais, estão presentes diversos filmes e autores que têm passado pelo Curtas Vila do Conde.

No Festival de Roterdão serão exibidas curtas de vários cineastas portugueses. Miguel Fonseca, que esteve no Curtas 2011 com "I Know You Can Hear Me" apresentará "As Ondas" na competição Tiger Awards. Na secção Spectrum serão apresentados "O Nosso Homem", de Pedro Costa, e "Silêncio de Dois Sons", de Rita Figueiredo, ambos exibidos na competição nacional do 19º Curtas. João Salaviza (com "Rafa"), Gabriel Abrantes (com "Palácios da Pena") e Miguel Seabra Lopes (com "Incêndio") estão também selecionados. Também na mesma secção serão exibidos "Dimanches", de Valery Rosier, "Killing the Chickens to Scare the Monkeys", de Jens Assur, e "Mila Caos", de Simon Paetau. Todos eles estiveram na competição internacional do Curtas 2011.

Em Clermont-Ferrand, a delegação portuguesa é constituída por "Água Fria", de Pedro Neves (competição nacional da última edição) e "Fado do Homem Crescido", de Pedro Brito. Ambos estão na competição internacional, onde acompanharão dois filmes exibidos do 19º Curtas: "La Broma Infinita" e "A Morning Stroll". Na secção Labo, estarão presentes "How to Raise the Moon" e "Killing the Chickens to Scare the Monkeys". Finalmente, na competição nacional serão exibidos "Parmi Nous" e o grande vencedor do Curtas 2011, "Boro in the Box", de Bertrand Mandico.

Representantes da equipa de direção e programação do Curtas Vila do Conde estarão presentes em ambos os festivais.

Filmes de animação no Cinanima

8 Novembro 2011
Share on Facebook Share on Twitter

Dos dias 7 a 13 de Novembro realiza-se mais um Cinanima - Festival de Cinema de Animação. A comemorar 35 anos, esta é uma edição em que serão exibidos várias curtas de animação que passaram pelo Curtas 2011.

Na Competição Internacional, foram selecionados os filmes "Maska", dos Irmãos Quay, e "O Sapateiro", de David Doutel e Vasco Sá. Na Competição Nacional - concorrendo para o Prémio António Gaio - foram selecionados os filmes "Sem Querer", de João Fazenda; "Ginjas", de Zepe e Humberto Santana; e "Independência de Espírito", de Marta Monteiro.

Ainda vão ser exibidos, na secção de Jovem Cineasta Português, as animações "Amigo do Peito" e "O Belo Adormecido", que foram realizados por alunos de escolas de Vila do Conde, no âmbito do Animar 6. Ambos os filmes foram também exibidos durante o Festival.

+info em cinanima.pt

Pedro Costa selecionado para Festivais

27 Outubro 2011
Share on Facebook Share on Twitter

O grande vencedor da competição nacional do Curtas 2011, "O Nosso Homem" de Pedro Costa, foi seleccionado para dois festivais internacionais.

No final desta semana, o filme será exibido no DocLisboa (28 e 29 de Outubro), integrado na secção Riscos. Também será exibido no Curta Cinema - num programa idealizado pelo Curtas Vila do Conde - que inicia hoje no Rio de Janeiro.

+info nos sites do DocLisboa e Curta Cinema.

←prev 1  I  2  I  3  I  4  I  5  I  6  I  7  I  8  I  9  I  10 next→
ETIQUETAS