O Dia Mais Curto - Balanço

28 Dezembro 2015
Share on Facebook Share on Twitter

6000 espectadores, 60 sessões e mais de 35 filmes em 24 cidades portuguesas são os números da 3ª edição em Portugal d’ O Dia Mais Curto, a grande festa da curta-metragem! O evento foi celebrado, em simultâneo, em dezenas de países em todo o mundo!

Pelo terceiro ano consecutivo, a Agência da Curta Metragem desenvolveu a edição portuguesa d’ O Dia Mais Curto, um evento mundial que, inspirado no solstício de inverno, a 21 de dezembro, celebra a curta-metragem levando o formato a todos os públicos e aos mais variados locais de projeção.

 

Em 2015, a iniciativa arrancou no inicio de dezembro – culminando no dia 21, o dia mais curto do ano, em pleno solstício de inverno – e contou com sessões em 24 cidades portuguesas: Abrantes, Albufeira, Almada, Barcelos, Braga, Cascais, Castro Verde, Coimbra, Faro, Funchal, Guimarães, Leiria, Lisboa, Maia, Matosinhos, Oeiras, Ponta Delgada, Ponte de Lima, Porto, Sardoal, Vila do Conde, Vila Nova de Famalicão, Vila Nova de Gaia e Viseu.

 

O evento levou cerca de 60 sessões, destinadas ao público e escolas, a um total de 6000 espetadores, sem contabilizar os três programas na televisão e as sessões que decorreram, durante todo o dia, nas carruagens e estações do Metro do Porto. Esta edição apresentou também mais de 35 filmes, de autores nacionais e internacionais, para adultos e crianças, através dos programas preparados pela Agência da Curta Metragem.

 

O Dia Mais Curto é a festa do cinema, um momento de descoberta que iluminou as telas do país!

 

O Dia Mais Curto: sessões especiais em Vila do Conde e Lisboa

18 Dezembro 2015
Share on Facebook Share on Twitter

O Dia Mais Curto, a grande festa da curta-metragem, arrancou na quarta-feira e vai levar, até ao dia 21 de dezembro, a 24 cidades portuguesas, sessões de curtas-metragens, nacionais e internacionais, para adultos e crianças. A 3ª edição d’ O Dia Mais Curto contará ainda com duas sessões especiais: na Cinemateca Portuguesa, em Lisboa, e no Teatro Municipal de Vila do Conde


Todos os anos, por volta do dia 21 de dezembro, o hemisfério norte entra na estação mais fria devido ao Solstício de Inverno, naquele que é o dia mais curto do ano. Este fenómeno astronómico inspirou a criação da festa que celebra o cinema no formato curto: O Dia Mais Curto. A ideia, que nasceu em França em 2011, rapidamente alcançou uma dimensão internacional sendo, atualmente, celebrada em simultâneo em dezenas de países. Em Portugal, o evento é organizado, pelo terceiro ano consecutivo, pela Agência da Curta Metragem.


O Dia Mais Curto é a festa do cinema, um momento de descoberta que vai iluminar as telas do país!

SESSÃO ESPECIAL VILA DO CONDE
Teatro Municipal de Vila do Conde

Domingo, 20 de dezembro, 21:45
Bilhetes: 4,50 euros / Sessão gratuita para Sócios do Cineclube de Vila do Conde


Vila do Conde recebe uma sessão especial do evento no próximo domingo, 20 de dezembro, às 21:45, no Teatro Municipal com a apresentação das curtas-metragens “Vila do Conde Espraiada”, de Miguel Clara Vasconcelos, que vai estar presente na sessão, e “A Glória de Fazer Cinema em Portugal” de Manuel Mozos.


Ambos os filmes, produzidos pela Curtas Metragens CRL e estreados em julho no 23º Curtas Vila do Conde, foram rodados na cidade e têm uma estreita ligação com a história de Vila do Conde.


Em "Vila do Conde Espraiada", Miguel Clara Vasconcelos parte do poema de José Régio poema de José Régio para reviver as memórias da sua infância passada na cidade. " A memória de Vila de Conde é também a memória da minha mãe. Quando faleceu, tive uma vertigem. O tempo passado nessa vila-cidade parecia desaparecer bruscamente, escapar-me, morrer em mim. Na edição de 2014 do Curtas de Vila do Conde, percebi e que foi para mim Vila do Conde", explica o cineasta.

Já Manuel Mozos, inspirou-se numa carta que José Régio escreveu, em 1929, a Alberto Serpa onde manifestou a vontade de fundar uma produtora para começar a fazer cinema. Durante quase noventa anos, nada se sabe sobre o desfecho deste pedido: nunca se encontrou qualquer resposta de Serpa à carta e Régio não terá voltado a mencionar o assunto. "A Glória de Fazer cinema em Portugal" tenta desvendar o desfecho desta história.


A pensar em toda a família, o Teatro Municipal recebe, no mesmo dia às 16:00, a sessão “Contos À Sombra das Árvores”, uma proposta da Casa da Animação em parceria com o Festival de Estugarda, com histórias oriundas de toda a Europa que nos levam ao encontro de animais engraçados numa viagem pelas quatro estações do ano. 

 

SESSÃO ESPECIAL LISBOA

Cinemateca Portuguesa 
Segunda-feira, 21 de dezembro, 21:00
Bilhetes: 3,20 euros / 1,35 euros amigos da Cinemateca, estudantes de cinema, desempregados / 2,5 euros estudantes, Cartão Jovem, maiores de 65 anos, reformados


A sessão na Cinemateca apresenta, em estreia na capital, as curtas-metragens “Vigil” de Rita Cruchinho; “Rampa” de Margarida Lucas; “A Torre” de Salomé Lamas; “Sobre El Cielo” de Jorge Quintela, e "Undisclosed Recipients" de Sandro Aguilar com a presença de alguns dos realizadores.

 

O Dia Mais Curto - 3ª edição!

10 Dezembro 2015
Share on Facebook Share on Twitter

Pelo terceiro ano consecutivo, O Dia Mais Curto, a grande festa da curta-metragem, está de regresso a Portugal. Em 2015, a iniciativa estende-se a todo o mês de dezembro com sessões de curtas-metragens para toda a família em 24 cidades portuguesas. 


Todos os anos, por volta do dia 21 de dezembro, o hemisfério norte entra na estação mais fria devido ao Solstício de Inverno, naquele que é o dia mais curto do ano. Este fenómeno astronómico inspirou a criação da festa que celebra o cinema no formato curto: O Dia Mais Curto. A ideia, que nasceu em França em 2011, rapidamente alcançou uma dimensão internacional sendo, atualmente, celebrada em simultâneo em dezenas de países. Em Portugal, o evento é organizado pela Agência da Curta Metragem e vai percorrer novamente o país de norte a sul, passando também pelos arquipélagos. 


Abrantes, Albufeira, Almada, Barcelos, Braga, Cascais, Castro Verde, Coimbra, Faro, Funchal, Guimarães, Leiria, Lisboa, Maia, Matosinhos, Oeiras, Ponta Delgada, Ponte de Lima, Porto, Sardoal, Vila do Conde, Vila Nova de Famalicão, Vila Nova de Gaia e Viseu vão receber sessões de curtas-metragens, nacionais e internacionais, para adultos e crianças, através de programas próprios associados ao evento, ou das sessões disponibilizadas pela Agência da Curta Metragem. 

 

O programa “Panorama Nacional” apresenta um conjunto de curtas portuguesas que se têm destacado nos últimos tempos mas que, em  alguns casos, ainda permanecem desconhecidas para o grande público: “Amélia & Duarte” de Alice Guimarães e Mónica Santos; “Blood Brothers” de Marco Espírito Santo e Miguel Coimbra; “Inventário de Natal” de Miguel Gomes; “Longe do Éden” de Carlos Amaral; “Três Semanas em Dezembro” de Laura Gonçalves; e “Campo à Beira Mar” de André Ruivo.


A sessão “Europa em Curtas” inclui filmes distribuídos pelo Short Circuit, rede europeia de organismos que se dedicam à promoção e divulgação de curtas-metragens, e dá a conhecer autores europeus e o seu olhar sobre o mundo, com toda a sua complexidade e fantasia. Uma oportunidade para ver alguns dos filmes mais destacados e premiados nos últimos anos.


Já o programa “Contos à Sombra das Árvores”, para maiores de 4 anos, também preparado pelo Short Circuit, é composto por pequenas histórias sem falas, oriundas de toda a Europa, que nos levam ao encontro de engraçados e ternos animais numa viagem pelas quatro estações do ano. Também destinado a toda a família, o programa “Curtinhas”, é uma proposta da Casa da Animação em parceria com o Festival de Cinema de Estugarda, e inclui um conjunto de curtas-metragens para maiores de seis anos.


A 3ª edição d’ O Dia Mais Curto contará ainda com duas sessões especiais: na Cinemateca Portuguesa, em Lisboa, e no Teatro Municipal de Vila do Conde. A sessão na Cinemateca apresenta, em estreia na capital, as curtas-metragens “Vigil” de Rita Cruchinho; “Rampa” de Margarida Lucas; “A Torre” de Salomé Lamas; e “Sobre El Cielo” de Jorge Quintela, com a presença de alguns dos realizadores.


Em Vila do Conde, também com a presença dos realizadores, serão apresentadas as curtas-metragens “Vila do Conde Espraiada”, de Miguel Clara Vasconcelos, e “A Glória de Fazer Cinema em Portugal” de Manuel Mozos. Ambos os filmes, produzidos pela Curtas Metragens CRL e estreados em julho no 23º Curtas Vila do Conde, foram rodados na cidade e têm uma estreita ligação com a história de Vila do Conde.


À semelhança do ano passado, a Metro do Porto associa-se à iniciativa exibindo, em algumas estações e carruagens, curtas-metragens de animação durante todo o dia 21 de dezembro. Também a cadeia de lojas Fnac voltará a exibir sessões em alguns dos seus estabelecimentos.


A RTP e a TV Cine vão participar nesta celebração: o Cinemax, da RTP, mostrará nos dias 9 e 16, às 00h, os filmes “Três Semanas Em Dezembro” de Laura Gonçalves, “Within” de Natália Azevedo Andrade, “Vicky and Sam” de Nuno Rocha e “Miami” de Simão Cayatte. Por sua vez, a TV Cine exibe, às 21h do dia 21, os filmes “Lar Doce Lar” de Pierre Clenet, Alejandro Diaz, Romain Mazevet, Paccolat Stéphane; “Nada Fazi” de Filipa Reis, João Miller Guerra e “La Chambre Jaune” de André Godinho.

 

Também no âmbito d’ O Dia Mais Curto, o canal francês ARTE vai exibir, no programa especial do Court-circuit, a curta-metragem de animação “Amélia & Duarte”, de Mónica Santos e Alice Guimarães.

 

O Dia Mais Curto será igualmente celebrado por estudantes de diferentes graus de ensino, com sessões de curtas-metragens em escolas do ensino básico e secundário. Alguns estabelecimentos de ensino superior vão aderir à iniciativa exibindo programas próprios compostos por curtas-metragens realizadas por alunos dos cursos de Cinema e Multimédia.

 

O Dia Mais Curto é a festa do cinema, um momento de descoberta que vai iluminar as telas do país!

Programas e Agenda:
www.odiamaiscurto.curtas.pt

 

O Dia Mais Curto regressa em Dezembro!

24 Setembro 2015
Share on Facebook Share on Twitter

Já estão em andamento os preparativos para a 3ª edição d’ O Dia Mais Curto, a grande festa da curta-metragem. Se é programador e deseja associar-se a esta iniciativa contacte a Agência da Curta Metragem até ao dia 16 de novembro!

 

Este ano, a iniciativa arranca no inicio do mês culminando no dia 21, o dia mais curto do ano, em pleno Solstício de Inverno. Este fenómeno astronómico inspirou a ideia de promover a curta-metragem incentivando a realização de sessões públicas em diversos espaços em todo o país.

 

Quer seja online, na televisão, em cinemas, bibliotecas, centros culturais, cineclubes, ou em diferentes espaços públicos ou comunitários, a apresentação de curtas-metragens durante este curto, mas intenso dia, proporcionará ao público a oportunidade de descobrir um grande número de cineastas e as suas obras.

Durante todo o dia 21 de dezembro, serão programadas sessões em várias cidades do país que vão apresentar uma seleção de curtas-metragens com produções nacionais e internacionais, para adultos e crianças. As instituições poderão associar-se à iniciativa através dos quatro programas disponibilizados pela Agência da Curta Metragem ou através de programas próprios. 

 

À semelhança dos últimos dois anos, o evento vai arrancar em alguns locais à meia noite com festas de apresentação com filmes e música non-stop.

 

Na edição de 2014, O Dia Mais Curto contou com mais 4000 espectadores, 68 sessões e mais de 35 filmes em 24 localidades portuguesas.

 

O Dia Mais Curto nasceu em França em 2011 e, todos os anos, é celebrado em simultâneo em dezenas de países em todo o mundo. Em Portugal, a iniciativa será, uma vez mais, desenvolvida pela Agência da Curta Metragem em cooperação com várias das suas congéneres europeias.


As instituições interessadas em associar-se a’ O Dia Mais Curto 2015 deverão contactar a Agência da Curta Metragem até ao dia 16 de novembro:

Jussara Germano
jussara@curtas.pt 
+351 252 643386

 

ETIQUETAS