• MONA LISA DISSOLUTION Siegfried A. Fruhauf
Austria · 2004 · EXP · 02' · DVD ·
  • THORAX

    Siegfried A. Fruhauf
  • PHANTOM RIDE PHANTOM

    S. Fruhauf
  • FUDDY DUDDY

    Siegfried A. Fruhauf
  • VINTAGE PRINT

    Siegfried A. Fruhauf
  • DISSOLUÇÃO DE FOTO...

    Siegfried A. Fruhauf
  • OLHOS PESADOS

    Siegfried A. Fruhauf
  • TRANQUILITY

    Siegfried A. Fruhauf
  • GROUND CONTROL

    Siegfried A. Fruhauf
  • BLED - ATTWENGER

    Siegfried A. Fruhauf
  • NIGHT SWEAT

    Siegfried A. Fruhauf
  • TIME LAPSE

    Siegfried A. Fruhauf
  • SUN

    Siegfried A. Fruhauf
  • HÖHENRAUSCH

    Siegfried A. Fruhauf
  • FRONTALE - DIAGONALE TRAILER

    Siegfried A. Fruhauf
  • BLOW-UP

    Siegfried A. Fruhauf
  • MIRROR MECHANICS

    Siegfried A. Fruhauf
  • LA SORTIE

    Siegfried A. Fruhauf
  • PHANTOM RIDE - CROSSING-EUROPE-TRAILER

    Siegfried A. Fruhauf
  • PHANTOM RIDES

    Siegfried A. Fruhauf
  • STRUCTURAL FILMWASTE. DISSOLUTION 2

    Siegfried A. Fruhauf
  • STRUCTURAL FILMWASTE. DISSOLUTION 1

    Siegfried A. Fruhauf
  • REALTIME

    Siegfried A. Fruhauf
  • EXPOSED

    Siegfried A. Fruhauf
MONA LISA DISSOLUTION
Siegfried A. Fruhauf, 2004
Austria, EXP , 00:02:00
DVD loop em plasma
O sorriso reanimado das imagens da Internet. "A Obra de Arte na Era da Reprodução Técnica." (Walter Benjamin)
Como o cinema é um meio reproduzido e reproduzível, tratar/editar e usar material existente (found footage) é sem dúvida um procedimento adequado e imanente ao meio. A ideia da singularidade da obra de arte tem de ser abandonada.
A reprodução técnica conquistou o seu próprio lugar enquanto política artística. O original já não é intocável. Ao reutilizar imagens, existe a possibilidade de quebrar a ordem dominante através da demonstração de que toda a ordem é apenas uma das variantes possíveis. (Siegfried A. Fruhauf)
"Mona Lisa Dissolution" é o título de uma produção que sujeita um Velho Mestre da Pintura ao retalhar da maquinaria de manipulação de imagens. As imagens dos filmes de Fruhauf, que parecem estar ligadas de forma tão sólida, estão em perigo de se perderem nelas próprias." (Stefan Grissemann)