Ver Filmes Online
  • TIME LAPSE Siegfried A. Fruhauf
Austria · 2003 · EXP ·
  • DISSOLUTION PROLOGUE (EXTENDED VERSION)

    Siegfried A. Fruhauf
  • THORAX

    Siegfried A. Fruhauf
  • PHANTOM RIDE PHANTOM

    S. Fruhauf
  • FUDDY DUDDY

    Siegfried A. Fruhauf
  • VINTAGE PRINT

    Siegfried A. Fruhauf
  • DISSOLUÇÃO DE FOTO...

    Siegfried A. Fruhauf
  • OLHOS PESADOS

    Siegfried A. Fruhauf
  • TRANQUILITY

    Siegfried A. Fruhauf
  • GROUND CONTROL

    Siegfried A. Fruhauf
  • BLED - ATTWENGER

    Siegfried A. Fruhauf
  • NIGHT SWEAT

    Siegfried A. Fruhauf
  • SUN

    Siegfried A. Fruhauf
  • PHANTOM RIDES

    Siegfried A. Fruhauf
  • HÖHENRAUSCH

    Siegfried A. Fruhauf
  • FRONTALE - DIAGONALE TRAILER

    Siegfried A. Fruhauf
  • BLOW-UP

    Siegfried A. Fruhauf
  • MIRROR MECHANICS

    Siegfried A. Fruhauf
  • LA SORTIE

    Siegfried A. Fruhauf
  • PHANTOM RIDE - CROSSING-EUROPE-TRAILER

    Siegfried A. Fruhauf
  • MONA LISA DISSOLUTION

    Siegfried A. Fruhauf
  • STRUCTURAL FILMWASTE. DISSOLUTION 2

    Siegfried A. Fruhauf
  • STRUCTURAL FILMWASTE. DISSOLUTION 1

    Siegfried A. Fruhauf
  • REALTIME

    Siegfried A. Fruhauf
  • EXPOSED

    Siegfried A. Fruhauf
TIME LAPSE
Siegfried A. Fruhauf, 2003
Austria, EXP , 00:00:00 , COL
Projecção slide
Verde: avançar. A gravação inicial marca o começo do filme; A seguir começa uma tempestade de luz. Uma imagem emerge, enquanto outra desaparece. Não tem princípio nem fim. Os frames vermelhos marcam o fim e fazem desaparecer a ilusão. A história do filme é contada entre estes dois pólos, a biografia do material. A apresentação do filme acrescenta os sons da projecção, a escuridão da sala e o branco do ecrã.
Em Time Lapse de Siegfried A. Fruhauf's só resta o vazio, o tempo é suspenso.
A interpretação e reflexão do espectador transformam o invisível, o ausente, na recordação de uma unidade cinemática comum. Alfa e ómega, nas cores dos semáforos, são aqui mostradas como lápide, um memorial luminoso aos últimos vestígios do material. Vermelho: Parar. (Holger Jagersberger)