• EU, DALIO - OU AS REGRAS DO JOGO Mark Rappaport
13 JUL, 21:45, TEATRO MUNICIPAL SALA 2
  • EU, DALIO - OU AS REGRAS DO JOGO

    Mark Rappaport
  • TATI VS BRESSON

    Mark Rappaport
  • DEBRA PAGET, POR EXEMPLO

    Mark Rappaport
I, DALIO - OR THE RULES OF THE GAME EU, DALIO - OU AS REGRAS DO JOGO
Mark Rappaport, 2015
USA· France, DOC, 00:33:00,
Neste exercício ficcional sobre factos reais, o ator Marcel Dalio, importante ator secundário do cinema francês, refletiria em voz “off” sobre o tipo de papéis que normalmente lhe foram atribuídos ao longo da sua carreira, desde os anos 1930. Em França, Dalio seria sempre o “outro” cujo nome não se pronuncia, mas a quem se atribuem todos os defeitos: o judeu. Couberam-lhe, por isso, os papéis de chantagista, delator, proxeneta, mercenário, traficante de armas e de mulheres, árabe, mas sobretudo o papel de cobarde e traidor, humilhado e abusado por todos e a quem estava, invariavelmente, reservado uma morte certa. As únicas vezes em que a sua personagem foi claramente identificada como judeu foi nos dois filmes de Jean Renoir em que participou: “A grande ilusão” (1937) e “A regra do jogo” (1939). Durante a ocupação alemã viu o seu nome ser apagado dos genéricos dos filmes franceses e terá mesmo figurado num cartaz de propaganda nazi como o “judeu-tipo”. Encontrou refúgio em Hollywood, onde encarnaria outra personagem-tipo, muito mais simpática mas igualmente estereotipada: “o francês”. Um ensaio modelo do enciclopedismo cinéfilo e do sentido de montagem impecável de Rappaport, misturando em doses iguais humor e uma mordacidade implacável. (TB)
CONTACTO DE CÓPIA Mark Rappaport, marrap@noos.fr