• CHATEAR-ME-IA MORRER TÃO JOVEEEEEM... Filipe Abranches
10 JUL, 21:00, TEATRO MUNICIPAL SALA 1
  • CHATEAR-ME-IA MORRER TÃO JOVEEEEEM...

    Filipe Abranches
  • CABEÇA DE ASNO

    Pedro Bastos
  • BALADA DE UM BATRÁQUIO

    Leonor Teles
  • MENINA

    Simão Cayatte
  • ESTILHAÇOS

    José Miguel Ribeiro
  • ASCENSÃO

    Pedro Peralta
CHATEAR-ME-IA MORRER TÃO JOVEEEEEM... CHATEAR-ME-IA MORRER TÃO JOVEEEEEM...
Filipe Abranches, 2016
Portugal, ANI, 00:16:17,
Desde o início, com as imagens de embarque dos soldados para a guerra, que há algo de nefasto a pairar sob aquela massa anónima, como uma neblina triste que assombra o seu destino próximo. Nesta viagem abstrata ao pesadelo real dos horrores da guerra, uma procissão de corpos indistintos e uniformes afunda-se entre a lama, sangue e fragmentos de balas. O traço da animação afigura-se como um arame farpado que aprisiona as pobres almas destes soldados, num encadeamento claustrofóbico. Esta é uma história de desaparecimentos, de vidas apagadas, de gritos mudos. Escondidos atrás de máscaras, à medida que os soldados avançam pelas trincheiras, e que passam pelos vultos tombados, encontram uma imagem refletida do seu futuro imediato, que ameaça tornar-se em passado. Este é o terceiro filme de animação de Filipe Abranches – animador e ilustrador de sucesso –, que já esteve em Vila do Conde com “Sanguetinta”, em 2012. (JA)
PRODUÇÃO Nuno Amorim - Animais AVPL CONTACTO DE CÓPIA Liliana Costa - AGENCIA - Portuguese Short Film Agency; 351252646683, liliana@curtas.pt, www.curtas.pt/agencia ARGUMENTO Filipe Abranches FOTOGRAFIA Filipe Abranches EDIÇÃO Nuno Amorim SOM Eduardo Raon MÚSICA Eduardo Raon ANIMAÇÃO Sofia Cavalheiro