Ver Filmes Online

MATTHIAS MULLER

 

Cineasta experimental alemão, o percurso de Muller tem estado muitas vezes confundido com o do próprio Curtas Vila do Conde, que o premiou com o Grande Prémio do Festival em 1995, para o fascinante “Alpsee”. Desde então, quase todos os seus trabalhos têm exibição garantida no Festival. Em 1996, celebrando o seu prémio no ano anterior, é exibida uma retrospectiva das suas curtas-metragens, realizadas entre o final dos anos 80 e o início dos anos 90.

 

A sua obra é marcadamente experimental, usando os códigos típicos do género, como a utilização de material de arquivo (found footage) e a re-leitura desse material numa nova montagem repleta de novos sentidos. Durante estas quase três décadas de trabalho (a sua primeira obra data de 1983), tem estado presente e vencidos prémios em festivais importantes como Cannes, Berlim, Clermont-Ferrand ou Oberhausen. Nos últimos anos, tem assinado os seus trabalhos juntamente com o cineasta alemão Christoph Girardet. A sua obra tem extravasado a própria sala de cinema e invadindo as galerias de arte. Esteve, nessa qualidade, exposto na Solar – Galeria de Arte Cinemática e foi objecto de uma retrospectiva realizada pelo Museu de Arte Moderna de Nova Iorque.