Curtas faz focos nas obras de Carla Simón e Chema García Ibarra

25 Maio 2022
Share on Facebook Share on Twitter

Estão apresentados os dois focos que integram a programação da 30ª edição do Curtas de Vila do Conde. Para a secção InFocus a proposta será a retrospectiva integral no trabalho da espanhola Carla Simón, que integrará a antestreia de Alcarràs, filme vencedor do Urso de Ouro na última Berlinale. Já na secção New Voices, dedicada a jovens realizadores cujo trabalho tem vindo a chamar a atenção no quadro do cinema mundial, o destaque vai para Chema García Ibarra, num programa que integra a sua longa de estreia e todas as suas curtas metragens.

Originária numa pequena aldeia da Catalunha, Carla Simón é membro de uma extensa família que, de forma assumida, lhe serve de inspiração para o trabalho que tem vindo a desenvolver enquanto escritora e cineasta. A residir em Londres desde 2011, estreou-se no cinema com a curta-metragem Women, um exercício experimental rodado a 16 mm nas florestas da Califórnia. Antes de se estrear nas longas metragens, Carla realizou ainda três outros filmes (Lipstick, 2013; Las pequeñas cosas, 2014; Lacuna, 2016), onde se experimenta pelos universos do documentário e da ficção e começa a afirmar, de forma clara, a sua aptidão (e predileção) para reflectir sobre a complexidade da condição humana e das relações familiares. Chega então a Verão de 1993, aquele que é o seu filme mais pessoal, onde retrata aquela que é, em muitos pontos, também a sua própria história: as dificuldades de uma criança órfã a ambientar-se a uma nova família. Em Alcarràs, o seu mais recente filme, segue uma família rural forçada a abandonar o seu local de trabalho e de residência, após um acordo verbal do passado ser esquecido pelos herdeiros que detêm as terras. Filme vencedor do Urso de Ouro na última Berlinale, Alcarràs é uma história sobre o sentimento de pertença a um lugar, mas também um exercício sensível em torno dos dramas causados pelas desavenças familiares, a anacronia de certas tradições e o valor nuclear da família em tempos de crise. O filme faz a sua antestreia no Curtas, poucos dias antes da sua estreia comercial, a ter lugar em julho. A retrospectiva que o festival dedica à autora integrará ainda Correspondencia, curta realizada com Dominga Sotomayor que integrou a selecção oficial do 28º Curtas.

Chema García Ibarra nasceu, vive e trabalha em Elche, Espanha. A sua prolífica obra na curta metragem tem marcado presença nas competições dos festivais à escala global, onde recolheu cerca de 200 galardões. Fascinado pelo universo da ficção científica, desde a sua estreia, com El Ataque de los robots de Nebulosa - 5 (2008), que ficou claro que o espanhol tem uma especial capacidade para criar cenários de humor improvável, habitados por personagens cuja vida aparentemente idílica parece não ser afectada pelo horror que se desenrola em seu torno. Prova cabal disso é Espiritu sagrado (2021), a sua primeira longa, onde acompanha os membros de uma associação de ufólogos que vê o seu plano secreto de mudar a humanidade ameaçado após a morte de seu líder, enquanto, lá fora, o mundo procura uma rapariga desaparecida. Um filme estreado em Locarno onde o realizador usa de forma maestral a ironia para satirizar uma sociedade que se tornou refém das suas crendices, adormecida nas suas inaptidões e alienada dos seus próprios problemas. Neste foco que o Curtas lhe dedica serão exibidas todas as suas obras, incluindo as já referidas e ainda Protopartículas (2009), Misterio (2013), Uranes (2013), La disco resplandece (2016) e Leyenda dorada (2018).

O Curtas de Vila do Conde regressa entre os dias 9 e 17 de julho e já havia já anunciado parte do seu programa para o Cinema Revisitado, assinalará os centenários de nascimento de António Campos e Alain Resnais, fará um programa especial sobre a obra de François Reichenbach (desenvolvido em co-produção com a Casa do Cinema Manoel de Oliveira) e exibirá The Outsiders – The Complete Novel, de Francis Ford Coppola.

Mais informações sobre a programação do Curtas Vila do Conde serão revelados nos próximos meses. 

ETIQUETAS