Ver Filmes Online
  • PERSONNE Christoph Girardet, Matthias Müller
Alemanha · 2016 · EXP · 0:15:04
  • MISTY PICTURE

    Christoph Girardet, Matthias Müller
  • SCREEN

    Christoph Girardet, Matthias Müller
  • IT WAS STILL HER FACE

    Christoph Girardet
  • SYNTHESIS

    Christoph Girardet
  • TECIDO

    Christoph Girardet
  • CORTE

    Christoph Girardet, Matthias Müller
  • METEOR

    Christoph Girardet
  • MAYBE SIAM

    Christoph Girardet
  • CONTRE-JOUR

    Christoph Girardet
  • STORYBOARD

    Christoph Girardet
  • PIANOFORTE

    Christoph Girardet
  • DERRAILED #3

    Matthias Müller
  • PHOENIX TAPES

    Matthias Müller
  • BURDEN OF PROOF #2

    Matthias Müller
  • KRISTALL

    Christoph Girardet
  • FICTION ARTISTS

    Christoph Girardet
  • PLAY

    Matthias Müller
  • MIRROR

    Matthias Müller
  • MANUAL

    Christoph Girardet, Matthias Müller
  • S/TÍTULO

    Christoph Girardet
  • SCRATCH

    Christoph Girardet
  • BEACON

    Matthias Müller, Christoph Girardet
PERSONNE PERSONNE
Christoph Girardet, Matthias Müller, 2016
Germany, EXP , 00:15:04
“Personne” utiliza o método de apropriação de excertos de filmes clássicos ou anónimos – típico do trabalho de Girardet e Müller, em que pela colagem e pelo diálogo entre as imagens estas adquirem um novo sentido – para criar uma meditação sobre a busca individual do “eu”. Nas palavras dos autores: “personne é alguém, ninguém, qualquer um. Somos nós no curso do tempo. Persistentemente, em vão”. O ator francês Jean-Louis Trintignant é usado pelos realizadores para expressar esta ideia. Algures no filme, passa a ser Gregory Peck, e outro ator, e outro sucessivamente, perdendo a sua identidade. Também é por isso que são escolhidos muitas vezes os planos dos atores de costas: a negação da face é a negação da própria pessoa. É isso que nos parece dizer um dos planos centrais deste filme, que reproduz o célebre quadro de Magritte (a presença de Magritte é notória em todo a narrativa) “La reproduction interdite”, onde vemos um homem que vê refletidas no espelho as suas costas. Gregory Peck de costas vê a sua própria sombra; e vemos muitas imagens de portas que se abrem, mas não sabemos onde elas vão dar.

Christoph Girardet e Matthias Müller serão talvez os autores mais representados ao longo dos anos no Curtas Vila do Conde. O Festival tem exibido quase todos os seus trabalhos, a solo ou em duo, alguns deles premiados, como “Play” (em 2004), “Manual” (em 2003) ou “Alpsee”, este realizado por Müller, que obteve o Grande Prémio Internacional em 1995. A colaboração entre ambos começou em 1999 com “Phoenix Tapes”, uma encomenda do Oxford Museum of Modern Art , e logo em 2002 o Curtas comissionou à dupla, a propósito do seu décimo aniversário, o filme “Beacon”. Em 2005 inauguraram a Solar - Galeria de Arte Cinemática, com “Revisitations” (2005), a primeira exposição dos dois autores em Portugal. Participaram ainda nas exposições coletivas programadas pelo Curtas “Under Hitchcock”, na Solar (2007), “No Cinema”, no Centro de Memória de Vila do Conde (2008-2009), e “Aventura Antonioni”, de novo na Solar (2014). O 24º Curtas Vila do Conde apresenta outros dois trabalhos de Girardet: “Synthesis”, na competição experimental e “Second Chance Man”, encomenda para o filme-concerto “The Waiting Room”, dos Tindersticks (Stereo). (MD)
CONTACTO DE CÓPIA Girardet & Müller, girardet@freenet.de ARGUMENTO Girardet & Müller FOTOGRAFIA Found Footage EDIÇÃO Girardet & Müller SOM Girardet & Müller