Ver Filmes Online
  • NADA NAS MÃOS Paolo Marinou-Blanco
17 JUL, 20:30, Teatro Municipal Sala Um
18 JUL, 21:00, Cinema Trindade (Porto)
19 JUL, 20:40, Cinema Ideal (Lisboa)
  • NADA NAS MÃOS

    Paolo Marinou-Blanco
  • MIRAFLORES

    Rodrigo Braz Teixeira
  • MADRUGADA

    Leonor Noivo
NADA NAS MÃOS NADA NAS MÃOS
Paolo Marinou-Blanco, 2021
Portugal, FIC, 00:14:52
A música de Mahalia Jackson (“I’m on my way”, 1958), que se ouve no primeiro minuto e meio de “Nada nas mãos”, marca o tom desta curta: numa rotina solitária, Caetano Reconcavinho, que trabalha numa agência funerária a preparar os cadáveres para os seus funerais, vive deprimido desde que a mulher morreu ao cair numa falésia enquanto tirava uma selfie. Determinado em suicidar-se, Caetano pede conselhos a Fausto, um cadáver que está a ser preparado para o funeral e que, numa referência à lenda perpetuada por Goethe, lhe oferece um pacto irrecusável. Num tom assumidamente tragicómico, com cores e enquadramentos a piscar o olho à estilística de Wes Anderson, esta curta desenvolve-se a partir dos temas da solidão, do vazio e do medo da felicidade. Realizada e escrita por Paolo Marinou-Blanco, em estreia no Curtas, “Nada nas mãos” marca o seu regresso ao cinema depois de “Goodnight Irene” (2008), uma longa-metragem que também refletia sobre uma inusitada amizade entre dois solitários. (PC)
PRODUÇÃO Paolo Marinou-Blanco - Darya Films; Kinora Filmes, daryafilms@gmail.com CONTACTO DE CÓPIA Paolo Marinou-Blanco - Darya Films; 351938233128, daryafilms@gmail.com ARGUMENTO Paolo Marinou-Blanco FOTOGRAFIA Miguel Sales Lopes EDIÇÃO Kathryn J. Schubert SOM Bruno Garcez MÚSICA Hugo Leitão