Ver Filmes Online
  • LETHES Eduardo Brito
20 JUL, 20:30, Teatro Municipal Sala Um
21 JUL, 21:00, Cinema Trindade (Porto)
22 JUL, 20:40, Cinema Ideal (Lisboa)
  • A CASA DO NORTE

    Inês Lima
  • LETHES

    Eduardo Brito
  • MATILDE OLHA PARA TRÁS

    Ana Mariz
  • NHA SUNHU

    José Magro
LETHES LETHES
Eduardo Brito, 2021
Portugal, FIC, 00:16:19
O que podem guardar para si as paredes de uma casa? Uma história de vida? De morte? Um segredo? Ao seu quarto filme presente na Competição Nacional do Curtas Vila do Conde, depois de “Penúmbria” (2016), “Declive” (2018) e “Ursula” (2020), o rigor formal e a poesia visual do universo fílmico de Eduardo Brito abrem-se a uma obra com uma narrativa mais linear, mas que mesmo assim não abandona o mistério e uma dimensão onírica. Na mitologia grega, quem atravessasse o rio Lethes apagava toda a memória da sua vida anterior. É precisamente com um mergulho no rio que começa (ou acaba?) o filme, uma forma de evocar um ritual de regresso a um estado de pureza, que, porém, aqui também deixa a pergunta: o que há para esquecer? A ausência de texto como fio condutor, uma caraterística dos filmes anteriores, dá agora lugar a um espaço vazio para a reflexão, que exponencia o conforto da repetição de tarefas quotidianas, pelo menos enquanto faz sentido. No centro do filme, uma rapariga toma conta da sua avó, até que surge um pedido impensável. Talvez o que aconteça a seguir apenas pertença às duas personagens, porque o que interessa mesmo é a empatia e dignidade que o filme empresta de forma admirável a estas personagens e ao seu destino, e dessa forma também ao espectador. (JA)
PRODUÇÃO Rodrigo Areias, Ricardo Freitas - BANDO À PARTE, bando@bandoaparte.com CONTACTO DE CÓPIA Joaquim Pinheiro - AGENCIA - Portuguese Short Film Agency; 351252646683, agencia@curtas.pt, www.agencia.curtas.pt ARGUMENTO Eduardo Brito FOTOGRAFIA Luís Costa EDIÇÃO Ricardo Freitas SOM Pedro Marinho MÚSICA Surma ACTORES Beatriz Brás, Tânia Dinis, Conceição Silva